Exponha idéias

Chega de lixo virtual… vamos nos unir e expor nossas idéias

“evolua sua mente sendo você mesmo”

Publicado em Declarações do Moderador | Marcado com , | 2 Comentários

Os ditadores mais sanguinários da historia.

roubado descaradamente do http://www.chongas.com.br/
Publicado em cultura, curiosidades, política | Marcado com , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

365 dias capitalistas

É galera, chegamos a um aninho de vida!

Como eu já disse em um dos posts “que grande porcaria” porque esse blog é tão importante hoje quanto era a 24 horas atrás, MAS mesmo assim não queria deixar passar em branco.

Então: Muito obrigado a todos vocês, leitores fieis ou não que me ajudaram e me incentivaram durante esse ano que se passou, onde mesmo eu abandonando o meu blog frequentemente por causa dos estudos , trabalho e etc,  vocês sempre estavam aqui acessando e fazendo essa bagaça acontecer 😀

E é isso ae… somos pequenos ainda mas algum dia quem sabe isso aqui vira algo grande. VALEW galerinha! abraços sinceros do editor e dono do “anjoscapitalistas”

Ass: L’Angel

Publicado em Declarações do Moderador | Marcado com , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Fotos de Líderes e Ditadores Famosos na Juventude

Fotos de Líderes e Ditadores Famosos na Juventude

Confira nas imagens a seguir, fotografias de importantes líderes políticos e ditadores em sua juventude.

Nelson Mandela

 

Tony Blair

 

George W. Bush

 

Fidel Castro

 

Che Guevara

 

Jacques Chirac

 

Winston Churchill

 

Ghandi

 

Adolph Hitler

 

John F. Kennedy

 

Khomeini

 

Kim Jong II

 

Mao Tsé Tung

 

Vladimir Putin

 

Ronald Reagan

 

Saddam Hussein

 

Joseph Stalin

 

Yasser Arafat

 

fonte[http://wwwtudoumpouco.blogspot.com]
Publicado em curiosidades, imagens, política | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Beleza

 

é aquela velha história do consumismo.

 

 

Antes eu era feio, agora tenho um carro
Publicado em tirinhas | Marcado com , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Momento de critica social.

hoje não trago nada engraçado, mas percam alguns minutos lendo e uma vida inteira agindo se possível.
Obrigado a todos!

Momento de critica social.

A cerca de uma semana atrás, salvo o erro, eu estava indo para meu serviço e ao descer do ônibus as margens da rodovia Pres. Dutra, eu me deparei com uma cena que até o presente momento ainda se encontra clara e nítida na minha mente:

“ Tinha um rapaz com cerca de seus 32-36 anos, recolhendo alguns alimentos de um saco de lixo e se alimentando por ali mesmo. (Seria uma cena comum, afinal por ser um bairro industrial as pessoas que ali residem são de classe media baixa/baixa, e o governo tem um grande interesse que elas ali abandonem para instalação de novas empresas.) O rapaz era um pouco forte, bem barbudo e com as roupas em trapos.

Eu estava com um pacote de biscoitos na mochila e no momento com um pouco de pena e como mesmo com um pouco de fome ele não me faria falta, cheguei perto dele e o entreguei e foi nesse exato momento que tudo me chamou atenção, pois ao pegar o pacote ele agiu como um animal que consegue seu alimento e o tenta esconder dos que estão ao seu redor, como se fossem o roubar. E eu parei e fiquei o dia inteiro pensando (como alguém forte, e com uma idade boa para se sustentar pode chegar a nível de perder sua natureza humana?) e ao longo da semana eu sai observando moradores de rua, e notei o padrão de comportamento deles onde em sua maior parte ainda agem como pessoas normais, porem outros como animais.”

Até quando nossa mente suporta antes de se diluir?

O que nós e o governo fazemos por eles?

Como uma pessoa chega a esses níveis?

E um monte de perguntas… sem respostas.

Na teoria todos podemos até responder, mas e na pratica? Funciona assim?

Não mesmo.

O mundo cresce e ao longo de seu crescimento algumas rebarbas vão caindo e sendo ignoradas.

Sera que uma pessoa que não tem um teto, um prato de comida, nem uma família se quer, não trabalharia em obras civis e trabalhos braçais públicos em troca de abrigo e alimento?… a mas isso seria escravidão… mas ainda sim é menos desumano que deixá-los a deriva nas ruas, não sabendo se estarão vivos no outro dia e se tornando animais. E oque custaria colocar alguns profissionais para trabalharem com seus psicológicos durante esse tempo, para saber o motivo de terem parado nas ruas e incentivá-los a mudar de vida?

Mas a culpa não é só do governo, pois qualquer um pode dedicar um pouco do seu tempo a uma ação humanitária, o problema é que ninguém quer fazer isso de graça, e nem gastar seu tempo com pessoas que não faze parte das suas vidas. E o governo não tem interesse porque seria burocrático e poco rentável.

Nossa sociedade chegou a um ponto onde confundimos explorar pessoas com ser desumano, ignoramos problemas e colocamos a culpa toda nos ombros dos que sofrem as consequências, como se já não bastasse o sofrimento deles. Tiramos a culpa dos nossos ombros e pomos no governo, sem ao menos fazer a nossa parte de ir cobrar resultados deles então.

Queremos o mais fácil, o mais comodo, o que pesa menos. A sociedade vai de mal a pior por culpa nossa, não dos políticos, dos traficantes ou de quem seja.

Até hoje eu sempre critiquei a sociedade sem fazer nada, mas eu quero mudar e fazer algo, onde nessa critica que eu fiz eu também me enquadrei. Aceitar o erro não vai mudar nada, agir é que vai. Até quando viveremos para ficar sentados no domingo assistindo TV de braços cruzados esperando o mundo mudar sozinho? Quando o problema doer na sua família?

Acordem. Não estamos mais em tempo de perder tempo.

Weslley Nascto.
Publicado em cultura, Notícias, opiniões, política | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

FUMAR FAZ MAL!

Por mais inacreditável que pareça, isso é bem comum.
Publicado em tirinhas | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

O crime virtual subiu à cabeça

Max Vision invadiu o sistema do pentágono, foi informante do FBI, fraudou cartões de crédito e amargou a maior pena já dada a um hacker

por Leandro Meireles Pinto
Cristiano Siqueira

DIGNO DE FAMA: o hacker de Idaho foi condenado a mais tempo de prisão do que teve de carreira
Crédito: Cristiano Siqueira

Em um minúsculo apartamento de São Francisco, na Califórnia, o cheiro de pizza da noite anterior se misturava ao de suor. O verão era intenso e os computadores e servidores ligados sem qualquer refrigeração especial agravavam a situação. Iceman (homem de gelo, em inglês) estava há dois dias trabalhando com os olhos fixos nos monitores e os dedos digitando freneticamente nos teclados. Era 16 de agosto de 2006 e ele havia terminado uma maratona de invasões aos principais sites e fóruns criados por hackers para trocar informações sobre fraudes e cartões de créditos roubados. Agora, os cerca de dez mil usuários destes sites faziam parte do CardersMarket.com, fórum montado e controlado por Iceman, codinome usado por Max Ray Butler, hoje com 39 anos, um dos hackers mais controversos na história dos crimes virtuais. Nascido em Boise, pacata cidade em Idaho, nos Estados Unidos, Max está preso desde 2007 e cumpre a maior pena já aplicada a um hacker na época de seu julgamento: 13 anos. A sentença se deve ao prejuízo de US$ 86,4 milhões causados pela fraude de 1,8 milhão de contas de cartão de crédito. Mas este foi apenas o gran finale.

Ao longo de seus 12 anos de carreira, Max realizou feitos improváveis. Quando invadiu o sistema do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, em 1998, em vez de ser preso, ganhou uma espécie de cargo de confiança no FBI, a polícia federal americana. Chegou a ser elogiado pelo Pentágono por ter exposto as vulnerabilidades de seu sistema ao burlá-lo. Penalizado por ser criminoso, mas admirado por seu talento técnico até por tradicionais instituições americanas, Max sempre brincou com os limites da legalidade. Fez consultoria de segurança on-line para grandes corporações e ganhou fama ao hackear sistemas de outros hackers. Foi preso três vezes, trocou de identidade, entrou de cabeça no crime virtual. Sua trajetória é contada no livro Kingpin — How one Hacker Took Over the Billion Dollar Cyber Crime Underground (Kingpin — Como um Hacker Controlou o Submundo Bilionário do Crime Cibernético, sem edição no Brasil) lançado em março nos Estados Unidos.

Publicado em curiosidades, Notícias | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Ciclo do trabalhador

Publicado em imagens | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

vaga Novo editor

Infelizmente por estar trabalhando e estudando muito, estou sem tempo para postar quase nada, e como vocês já devem ter reparado não sou muito bom em gramatica rsrs…

sendo assim aqueles que se interessarem em me ajudar entrem em contato com e-mail ou adicionando no msn anjoscapitalistas@hotmail.com

desde já grato L’Angel

Publicado em Declarações do Moderador | Deixe um comentário

Terrorista idiota

Terrorista idiota

Gutemberg M. Tavares*

Sou eu hoje o Osama Bin La-den, um idiota terrorista. Consto como o primeiro na lista dos malfeitores mais procurados do mundo. Interpol, Scotland Yard, Mos-sad, FBI, CIA e até a PF brasileira estão à minha captura.

Me escondo, fujo. Moro no Paquistão, numa simples ‘mansão’. Estou escondido sem a legião que me protege, morreria por mim. Os Estados Unidos chegam a meu esconderijo. Estou desarmado, não há minas em volta de minha casa, não gosto de bombas.

Não há forte artilharia, fuzil, C4. Não tenho um serviço de inteligência. Fui treinado, financiado pelos hoje meus inimigos para combater o exército socialista russo, onde modéstia à parte obtive êxito, mas não sei da capacidade técnica militar dos Estados Unidos.

Desde agosto de 2010 os EUA sabiam de meu paradeiro, mas do meu lado ninguém suspeitou da operação deflagra em 2 de maio.

Prenderam alguns homens de minha confiança. Eu não sabia que os agentes inimigos os torturariam até que contassem meu paradeiro. Sossegado, continuei no mesmo local por cerca de 8 meses, à espera. Em volta de meu casebre não havia câme-ras que indicassem qualquer movimentação.

Eles me matam. Só a mim. Não prendem ninguém. “Só interessa o Bin Laden, o restante pode sair”, yankees de farda preta.

Obama não preferiu me levar ao tribunal Norte Americano, onde esperaria até o próximo ano para ouvir a sentença. Ano eleitoral – simplesmente me joga no mar, morto. Quase esqueço, apreenderam meus computadores.

Obama decidiu não me usar melhor como trunfo eleitoral. Imagina se ele teria a capacidade de dizer, num daqueles discursos para milhões de Democratas, que até Republicanos assistem: “faremos com este terrorista sanguinário, a vontade da pátria, do povo americano”.

Sou humilde, e não sou radical. Acha que estaria nos QG’s da Al-Quaeda, àqueles que as forças inimigas nem conhecem, onde ainda sobrevivem os que lutam na Guerra Santa? Lógico que não. Os meus amigos Xei-ques, Príncipes e Reis. Morar naqueles castelos adornados a ouro é contra meus princípios. Prefiro a periferia.

Posso até ter morrido, mas são tantas dúvidas. Será que morri mesmo, ou foi teatro, igual às desculpas de Bush para tomarem o Iraque? Invadir minha casa, me matar, não apresentar meus aliados presos ou mortos na operação, não me mostrar como troféu ao mundo, me jogar no mar, que mar, que lugar? Hun… isso gera tanta dúvida.

Foi melhor assim. O mundo está livre de mim e eu do mundo

Bem, de qualquer forma foi melhor assim. O mundo está livre de mim, eu do mundo. Fiz minha parte, agora estou aposentado, só não sei se no céu, inferno, oceano ou paraíso.

A história de meu crepúsculo ainda vai dar um belo documentário. Talvez até ganhe o Oscar de melhor Doe, como ‘Um Táxi Para a Escuridão’ que levou a estatueta em 2008. Talvez as revelações sejam ainda mais bombásticas.

Nota do autor: penso que Osama Bin Laden deveria ter sido preso, levado à Corte e sofrer as sanções que as leis dos países em que ele ceifou vidas prevêem. Se na operação de sua captura houve resistência revidar seria legítimo, porém, de maneira transparente ao mundo, a imprensa.

‘Gutemberg M. Tavares é jornalista.

[matéria retirada : Folha Metropolitana,  segunda-feira,9 de maio de 2011-ano 39. nº11709]

Publicado em cultura, debates, Notícias, opiniões, política | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário